Foto: Antonio Augusto/Câmara dos Deputados
AgriculturaAgronegócioDestaquePolíticaTecnologia

Norte Show em Sinop terá ministra da Agricultura como palestrante

A feira acontece entre os dias 15 e 17 de abril

89views

Com o tema “O Futuro do Agronegócio em Mato Grosso e no Brasil” a deputada federal licenciada e ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, fará a palestra principal no dia 15 de abril (segunda-feira), na 2ª edição do Norte Show, a ser realizada entre 15 a 17 de abril, em Sinop (500 Km de Cuiabá).

“É um prazer imensurável recebermos a ministra aqui em nosso município. Assim conseguimos mostrar a grandeza e importância da nossa região para o país todo”, relatou o presidente da Norte Show e da Associação dos Criadores do Norte de Mato Grosso (Acrinorte), Olvide Galina.

A feira terá palestras de destaque todos os dias. Na terça-feira (16) é a vez de dois especialistas renomados. O professor PhD Pedro Veiga R. Paulino, pós doutor em Fisiologia do Crescimento Animal e Qualidade de Carne, irá falar sobre o Dried Distillers Grains with Solubles (Grãos Secos Destiladores com Solúveis) e seu uso na alimentação animal.

O engenheiro irlandês Alan MacCracken encerrará o painel com o tema “Mostra Internacional da Tecnologia de Aplicação e Uso da Tecnologia IOP”. MacCracken tem trabalhos prestados em várias companhias multinacionais de agroquímicos no Brasil, Inglaterra, Estados Unidos e Suíça.

No ultimo dia de evento, na quarta-feira (17), a Norte Show receberá Paulo Hermann, presidente da John Deere no Brasil. O executivo iniciou sua trajetória na empresa em 1999 e ocupa a posição de presidente desde 2012. Ele irá falar sobre a tecnologia no agronegócio.

A ministra

A engenheira agrônoma Tereza Cristina já foi secretária de Estado de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo do Mato Grosso do Sul (Seprotur) de 2007 a 2014 . Nas eleições estaduais de MS em 2014, foi eleita deputada federal com 75.149 votos.

A atuação da parlamentar na Câmara ficou marcada nos últimos anos, na ocasião ela recebeu o apelido de “musa do veneno” entre os ambientalistas. Isso se deve ao fato de Tereza defender veemente a aprovação do Projeto de Lei 6.299, que flexibiliza as regras para fiscalização e aplicação de agrotóxicos no país.

A deputada federal licenciada foi a primeira mulher escolhida para integrar o governo de Jair Bolsonaro.

Leave a Response